Homenagens a Damário Dacruz

Fonte: Fundação Pedro Calmon

Cachoeira sediará lançamento do livro Bem que te avisei, de Damário  Dacruz, e seminário sobre sua produção poética
 
 “Não desejo luxúrias, nem futilidades. Desejo continuar acertando sempre e em prol de todo/Preciso sair dessa fase sem progressos e de dificuldades. Preciso obter os frutos de toda uma luta anterior e realizar novas sementes”. Damário Dacruz, o poeta que conquistou admiradores com seus textos críticos e anticapitalistas, com suas palavras duras, mas verdadeiras para serem lidas e ouvidas, ainda continua arriscando, vivo e presente em forma de novos versos poéticos.
A Fundação Pedro Calmon/SecultBA promoverá, através do Núcleo do Livro, Leitura e Literatura, no dia 15 de dezembro (quarta-feira), às 14h30, em Cachoeira, mais uma edição dos Seminários Novas Letras com o tema Damário Dacruz: o bardo do Recôncavo.O evento acontecerá no Pouso da Palavra, espaço cultural criado pelo poeta, e contará com a participação de leitores, poetas, estudantes, além dos admiradores da sua produção poética. Na programação gratuita haverá recitais de poesias e performances, além de palestras com os temas: Damário: entre a cruz e a poesia, ministrado por  , Signos e Imagens no discurso poético de Damário Da Cruz – uma leitura semiológica da poesia de Damário Dacruz, por Maria Cristina V. Rodrigues.O evento tem como objetivo lançar o livro Bem que te avisei, publicação póstuma em homenagem ao poeta falecido em maio deste ano. A idéia de divulgação, através de um livro, dos poemas inéditos de Damário surgiu da viúva, Graça Cruz, que resolveu levar aos leitores novos versos deixados pelo autor. “O lançamento desse livro surgiu em respeito à lembrança de Damário. Esse é um momento que precisa ser aproveitado pelas pessoas que o admiravam e para não deixar a memória dele morrer”, explica Graça. A publicação de Bem que te avisei é fruto da parceria entre a Fundação Pedro Calmon/Secult e a UEFS Editora, da Universidade Estadual de Feira de Santana, por meio da coleção Memória da Literatura Baiana.Damário da Cruz – poeta, fotógrafo e jornalista, nasceu em Salvador, mas escolheu a cidade de Cachoeira, no Recôncavo baiano, onde morou até a sua morte, em 21 de maio de 2010, vítima de câncer. Publicou três livros de poesia, dentre eles O Segredo das Pipas (2003) e cerca de 30 posters-poemas com mais de 100 mil exemplares vendidos. Entre suas obras mais conhecidas está o poema Todo risco, cujo verso inicial é: “a possibilidade de arriscar é que nos faz homens”.
 
Serviço:
O que: Seminários Novas Letras Damário Dacruz: o bardo do Recôncavo
Onde: Espaço Cultural Pouso da Palavra em Cachoeira
Quando: Dia 15 de dezembro (quarta-feira), às 14h30
O Seminário é gratuito. O livro será vendido no local por R$20,00 (vinte reais)
 

Anúncios