Carlos Vilarinho e Nádia São Paulo participam de sessão de autógrafo na Bienal do Livro da Bahia

Neste sábado, dia 29 de outubro, às 17h, os escritores Carlos Vilarinho, com o livro O Velho – 18 contos cotidianos e fantásticos e Nádia São Paulo, com Assassinato no baile de debutantes, estarão na X Bienal do Livro da Bahia, para uma sessão de autógrafos no estande da Fundação Pedro Calmon/SecultBA. Na ocasião, os autores farão um bate papo com o público, para falar dessas e outras obras que já foram publicadas e que também estarão disponíveis no local.

Vilarinho, que em 2012 lançará o romance “O Homem no Labirinto”, com textos de natureza psicológica, leva para Bienal, “O Velho”, livro que traz os contos A DamaO Ogro Quiromaníaco que foram premiados em alguns concursos literários com temática erótica, o primeiro em Brasília e o segundo em São Paulo e em Vitória (ES).

Depois de participar da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica); do projeto Papo de Escritor, da União Brasileira de Escritores (UBE), núcleo Bahia e do projeto Encontro com o Escritor, da Fundação Pedro Calmon (FPC), a escritora baiana Nádia São Paulo, que almeja se tornar a Agatha Christie brasileira, participa da sua primeira Bienal, autografando seu 2° livro policial Assassinato no baile de debutantes, lançado no último mês de setembro, durante o aniversário de 43 anos da Biblioteca do Rio Vermelho.

Autores – Carlos Vilarinho tem formação em Letras Vernáculas pela Universidade Católica do Salvador. Autor dos livros “As Sete Faces de Severina Caolha & outras histórias” publicado em 2005 pelo extinto selo Letras da Bahia e “O Velho – 18 histórias cotidianas e fantásticas” pelo selo da Assembleia Legislativa da Bahia em 2010. Participou da coletânea “O que é que a Bahia tem” Editora Litteris 2009. Classificado no concurso Bahia de Todas as Letras promovido pela Universidade Estadual de Santa Cruz, em Ilhéus, com o conto “O Ogro Quiromaníaco” Destaque no XII Concurso de Poesias, Contos e Crônicas realizado em 2007 pela ALPAS XXI, em Cruz Alta-RS com o texto “A Guerra de Formigas” em 2008.

Leitora voraz dos clássicos de suspense policial, escritos por Edgar Allan Poe, Arthur Conan Doyle e Agatha Christie, Assassinato no Baile de Debutantes Ed. Multifoco, é o segundo romance policial que Nádia publica. O primeiro foi Morte no Litoral um crime quase perfeito (Novo Século, 2009) e o terceiro, “O mistério da Casa na Praia” foi contemplado no edital de Apoio a Edição de Livros de Autores Baianos pela Fundação Pedro Calmon/SecultBA, será  lançado ainda este ano, pela Editora Novo Século.

Serviço

O que: Sessão de autógrafos, com Carlos Vilarinho e Nádia São Paulo.

Onde: No estande da Fundação Pedro Calmon – 10° Bienal do Livro da Bahia, Centro de Convenções, Salvador – Ba.

Quando: Dia 29 de outubro (sábado),  ás 17h.

Entrada: Valor da Bienal

Informações: 71 8122-7231

 

Anúncios